Partners with Nature

    Notícias

    Bioinseticida para controle de Helicoverpa armigera é lançado na Agrishow 2014

    O manejo da lagarta Helicoverpa armigera, praga que foi descrita há pouco tempo em campos brasileiros mas já causa grandes prejuízos, ganha novo reforço com o lançamento do inseticida biológico Diplomata®. O produto tem como princípio ativo o vírus núcleo – poliédrico Helicoverpa armigera (HaNPV), e começa a ser importado e distribuído no Brasil pela  Koppert Biological Systems, empresa holandesa com sede no País e líder mundial no segmento de Controle Biológico. O lançamento do novo inseticida está aconteceu durante a 21ª Agrishow em Ribeirão Preto, SP.
    
    Com o aparecimento alarmante de novas pragas, bem como de resistência das principais pragas aos inseticidas convencionais, a tecnologia dos bioinseticidas se torna uma importante aliada do produtor no combate a estes problemas.  “Além das perdas econômicas, cada vez mais as pragas e doenças estão ficando tolerantes e resistentes aos defensivos convencionais. Temos uma tecnologia exclusiva para os produtores, que minimiza o impacto ambiental, conserva a biodiversidade local e combate efetivamente as pragas”, comemora o Diretor Industrial da Koppert do Brasil, Danilo Pedrazzoli.
    
    Modo de ação - “Larvas jovens da praga que estiverem movendo-se ativamente e se alimentando da cultura, ingerem o vírus que foi pulverizado sobre a superfície da planta”, explica Danilo. “Após a ingestão, as cápsulas de proteína se dissolvem e as partículas liberadas infectam as células do aparelho digestivo do inseto. A partir daí, a informação genética do vírus é incorporada ao genoma do hospedeiro, resultando em uma produção de novas cópias replicadas do vírus. As células do hospedeiro são destruídas e os novos vírus infectam novas células” esclarece Pedrazzoli.
    
    O diretor afirma ainda que a formulação de Diplomata® somente contém aditivos de grau alimentício, portanto sem efeito fitotóxico após sua aplicação.  Sendo assim, o uso não deixa quaisquer resíduos na cultura tratada, tornando-o apropriado para a produção sustentável de alimentos de alta qualidade.
    
    O bioinseticida preserva os inimigos naturais devido à sua especificidade, ou seja, não altera o ecossistema. Espécies aquáticas, pássaros e mamíferos não são afetados. Ele também é seguro para abelhas e outros polinizadores. “No Brasil, Diplomata® pode ser utilizado no controle de espécies da subfamília Heliothinae, como Helicoverpa armigera, Helicoverpa zea e Heliothis virescens, aonde ocorram”, finaliza o diretor. 
    

    Bioinseticida para controle de Helicoverpa armigera é lançado na Agrishow 2014