Partners with Nature

    Notícias

    Koppert marcou presença em evento da Cooxupé na Serra do Salitre

    A Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé (Cooxupé) promoveu nos meses de abril e maio encontros em 17 cidades do Sul de Minas Gerais e regiões do cerrado mineiro e da média mogiana paulista, com o objetivo de preparar os cooperados para colheita da safra 2018. Uma equipe da Koppert do Brasil, parceria da Cooxupé, esteve presente ao evento realizado no dia 10 de maio da Unidade Demonstrativa (UD) da cooperativa localizada no município mineiro de Serra do Salitre.

    Mais de 15 mil participantes compareceram às palestras que aconteceram no núcleo da cooperativa em cada cidade (a última foi realizada em 25 de maio em Campestre/MG), apresentando informações importantes sobre alimentação saudável, broca-do-café, fertilizantes/defensivos e sobre a preservação e cuidados com os mananciais e fontes de água. Para as crianças houve ainda uma peça teatral com tema “Alimentando com Vida” – que abordou assuntos relacionados à alimentação e qualidade de vida – e também uma gincana com o tema.

    Carlos Paulino, presidente da Cooxupé, lembrou o momento de preparação para a colheita. “Esta é a hora de fazer os últimos ajustes e receber a informação mais atualizada para que esta etapa seja concluída de forma eficiente para trazer os melhores resultados visando a qualidade e competitividade. As Unidades Demonstrativas levam informações e também abrem espaço para que os produtores possam tirar dúvidas”, explicou o Paulino. 

    Durante as UDs os cooperados também tiveram acesso a produtos e lançamentos levados por parceiros, sempre voltados para o período da colheita. A equipe Koppert presente ao evento na UD Serra do Salitre foi formada pelo supervisor comercial Diego Ramos Bicudo, o consultor técnico de vendas Dennis Dunkl e o assistente técnico de vendas Rodrigo Barreto Silva, responsável pela montagem do espaço da empresa.

    Sobre o evento, Dunkl destacou a presença de 400 clientes cooperados à Cooxupé, além do presidente do Conselho Nacional do Café, Silas Brasileiro. “A cooperativa vem defendendo muito a questão da segurança alimentar e da redução de uso de defensivos químicos. Eles realizaram uma apresentação sobre qualidade de alimentos e a qualidade da alimentação das pessoas dentro do público rural, tentando melhorar essa dinâmica ‘alimentação x saúde’, o que é muito favorável dentro do que defendemos na empresa, que é a substituição de alguns defensivos químicos pelo uso do controle biológico. Então estão muito bem alinhados hoje os conceitos da Cooxupé e da Koppert, de busca por sustentabilidade e redução de químicos”, informou o Dunkl.

    O consultor lembrou ainda que uma das principais pragas que atingem a cafeicultura – a broca-do-café, foi objeto de palestra específica. Entre as informações passadas ao público presente também houve destaque para o balanço da atual safra de café. “Um assunto importante também repassado, além dos números da safra, foi a questão das certificadoras, que vêm pleiteando a redução do uso de defensivos para a avaliação e qualificação dos cafés certificados. Chegou-se num ponto estratégico agora que o químico não consegue reduzir tanto. Então o que está acontecendo? Eles estão implementando uma política de uso percentual de biológicos para esses cafés. Num futuro bem próximo, acredito que em um ou dois anos no máximo, já tenhamos a obrigatoriedade do uso de controle biológico em determinado percentual do café, seguindo a política de sustentabilidade e redução de químicos”, concluiu Dennis Dunkl.

    Koppert marcou presença em evento da Cooxupé na Serra do Salitre
    Koppert marcou presença em evento da Cooxupé na Serra do Salitre